Artigo vazado 3cfe278ff33dee042b24656458c3ab911d49bfe80e37cca1757d5a15f05f7b4a
05/09/2019
Overtraining: Excesso de treinamento ou falta de descanso?
Data?1569248309
by: Med Performance
Overtraining: Excesso de treinamento ou falta de descanso?
Overtraining: Excesso de treinamento ou falta de descanso?
O que você vai ler aqui:
  • Supercompensação
  • The big problem
  • Lembrando

Hoje vamos fazer uma viagem no tempo...

Na década de 70 começou muito a ser falado da conhecida Teoria da Supercompensação.

O Bodybuilder nessa época, por exemplo, utilizava muito esse conceito. O próprio Arnold Schwarzenegger, referência no esporte, mencionou a Teoria quando ganhou o Mr. Olympia.

O que, na época, era revolucionário, hoje já é utilizado em quase todos esportes de alto rendimento.

Supercompensação

A Supercompensação começa após o treinamento, no momento em que o corpo inicia o período de regeneração. O exercício físico provoca microtraumas e o sistema imune reage com um processo inflamatório transitório natural.  Esse processo vai fazer o recrutamento de células satélites para recuperar o tecido muscular, que é algo muito positivo. Essa resposta é “tardia” e pode demorar de 1 a 3 dias, sendo esse o motivo pelo qual algumas pessoas sentem uma dor muscular tardia.

 

Logo após esse período se finaliza a supercompensação, que nada mais é do que uma síndrome de adaptação geral do corpo ao estímulo.

Isso tudo acontece através de um processo de cicatrização tecidual e adaptação do condicionamento físico. Dessa maneira, deixando o atleta com maior pico de performance e mais forte para as novas sessões dos workouts.


The big problem

Em alguns momentos - que vamos falar as causas mais a frente - o sistema imunológico fica debilitado e não possui força para regeneração tecidual após o treinamento. Quando essa imunossupressão imunológica é constante, pode acontecer o Overreaching não funcional podendo chegar até a um Overtraining.

 

As principais causas das síndromes da quebra constante da homeostase (condição de relativa estabilidade da qual o organismo necessita para realizar suas funções adequadamente) do corpo são:

•Alimentação: o suporte energético e reparador para o sistema imunológico não é o suficiente, tanto na parte de macro, quanto micronutrientes.

•Descanso e sono (mais comum das causas): a falta de descanso torna inviável a restauração tecidual.

• Excesso de treinamento ou periodização não eficiente.


Logobf 2297ac864ab0b5981e07b4f699a57a4207cc3e4f08ff60218c22db488ab87a99

Estudos atuais provam que 2 dias de treino consecutivos nos esportes de condicionamento extremo podem ser suficientes para ativar de modo exacerbado os marcadores de fadigas, como as interleucinas (moléculas inflamatórias) e a creatinofosfoquinase (CPK).

 

Os principais sinais e sintomas que atleta deve levar em consideração na hora de identificar uma supercompensação falha e, consequentemente, um possível overreaching e overtraining, são:

1) Variabilidade de Frequência Cardíaca:

Se refere à diferença de intervalo de tempo entre os batimentos dentro de um dado período. Se essa diferença for muito baixa, é sinal de má recuperação.

Hoje, existem muito aplicativos e relógios quem vem com a função de monitorar os batimentos cardíacos e podem ser utilizados, de maneira preliminar, para identificação deste sintoma.

 

2) Fadiga constante e humor:

Essas síndromes podem até desequilibrar as funções do nosso sistema nervoso, causando a fadiga central. Dessa maneira, é comum ter alteração de humor nessa fase.

 

3) Insônia e redução do apetite:

Como a fadiga está diretamente ligada ao sistema nervoso, pode acontecer inibição da produção de alguns hormônios importantíssimos, como é o caso da melatonina (ciclo circadiano), grelina e leptina (fome, saciedade).

 

Lembrando

Todo atleta – inclusive você que leva o esporte a sério e como seu principal hobby - deve ter um acompanhamento multidisciplinar, envolvendo médicos, nutricionistas e treinadores. Esses devem trabalhar em conjunto afim de diminuir os riscos de falha e atingindo o Peak Performance.





Data?1569248309
AUTOR:
Med Performance
Aliamos uma equipe multidisciplinar para trazer nova visão, além de traduzir de forma didática artigos científicos e novidades na Medicina do Esporte. Acreditamos que esporte muda vidas e salva as pessoas das principais doenças crônicas.