Artigo vazado 3cfe278ff33dee042b24656458c3ab911d49bfe80e37cca1757d5a15f05f7b4a
08/06/2020
A falsa energia provocada pelo açúcar
Data?1569950176
by: Caffeine Academy
A falsa energia provocada pelo açúcar
A falsa energia provocada pelo açúcar
O que você vai ler aqui:
  • A origem da falsa energia no processo digestório
  • Açúcar: cansaço ou ânimo?
  • Benefícios dos alimentos naturais

A falsa energia provocada pelo açúcar

Os alimentos são grandes transmissores de sensações, ou seja, nossas escolhas alimentares são refletidas diariamente em nosso comportamento, bem-estar, disposição física, sono, memória, pele, cabelo e intestino.

A concepção de que o açúcar influencia no ânimo é popular. A prova disso é que muitas pessoas consomem bebidas e snacks açucarados para combater o cansaço, tais como refrigerantes, chocolates e energéticos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os brasileiros consomem 50% a mais de açúcar do que o recomendado. Assim, esse carboidrato é um dos maiores inimigos da alimentação saudável.

Mas será mito ou verdade que o açúcar oferece disposição física e mental?

Processamento interno de açúcar

A glicose é a principal fonte de energia para o equilíbrio das funções corporais.

À medida que digerimos uma refeição e a nossa glicemia aumenta, ela sinaliza ao pâncreas para liberar um hormônio chamado insulina, responsável pela redução da taxa de glicose no sangue.

Assim, este hormônio é responsável por auxiliar o organismo a utilizar a glicose obtida dos alimentos que ingerimos, na produção de energia nas células, ou armazenar glicogênio no fígado, tornando-se essencial na manutenção do equilíbrio do corpo.

No entanto, há limites para a quantidade de insulina que o pâncreas pode produzir e, portanto, da quantidade de açúcar que nosso corpo pode processar de uma vez.

Assim, quando o alimento consumido contém muito açúcar, a insulina encontra dificuldades para fazer seu trabalho e acaba deixando grande quantidade de glicose ir para o sangue.

Logo, ocorre um período de falsa energia e, em seguida, vem o cansaço.

Carboidratos: cansaço x ânimo

O açúcar é a forma mais rápida de fornecer glicose para o corpo. Esse componente é essencial para o funcionamento do cérebro, da retina e dos rins.

Assim, aquele desejo incontrolável para comer um doce após o almoço ou no final da tarde para elevar os níveis de produtividade mental é comumente causado pela queda da serotonina, um neurotransmissor ligado à sensação de bem-estar e de saciedade.

A queda desse neurotransmissor acontece naturalmente com todo mundo, em diversos momentos do dia, mas quem sente muito esta mudança são as pessoas que têm carências de determinadas vitaminas e minerais.

Post Relacionado: Benefícios do complexo B

Como a serotonina controla nossa necessidade de comer carboidratos e também é responsável pela saciedade, sua deficiência faz com que o cérebro peça mais carboidratos, principalmente os feitos com açúcar.

No entanto, o consumo exagerado de açúcar contribui para a sensação de cansaço intenso e constante – isso porque o nosso corpo gasta nutrientes e energia extra para quebrar as moléculas, digeri-las e armazená-las de forma adequada no organismo. Tal esforço excessivo não se faz necessário diante de uma dieta rica em fibras e vitaminas, por exemplo.

Pesquisadores europeus revisaram estudos anteriores que avaliaram o estado do humor de centenas de indivíduos logo após consumirem essa substância. O resultado desse trabalho indicou que o nutriente não melhora a disposição por si só e pode até piorá-la.

Lembrando que carboidrato não é sinônimo de açúcar. O açúcar de mesa, ou o adicionado aos produtos industrializados, é apenas um tipo entre várias categorias de carboidratos. Desta forma, o levantamento não se concentrou apenas no açúcar.

Por fim, concluiu-se que os carboidratos não têm um efeito benéfico em nenhum aspecto do humor, disposição ou na concentração. Pois, apesar de fornecer um pico de energia ao organismo, esse ápice não dura muito e sua queda causa péssimas sensações.

Conclusões do estudo:

  • o consumo de carboidratos reduz o estado de atenção dentro de 60 minutos após o consumo.
  • os carboidratos aumentam a fadiga dentro de 30 minutos após o consumo.

Esse estudo também serve para conscientização a população sobre a necessidade das políticas de saúde para diminuição do seu consumo e salientar a importância de alternativas mais saudáveis para alimentação diária.

Dê preferência aos produtos naturais

Vale ressaltar que o açúcar não está presente apenas nos alimentos doces, além de apresentar uma vasta diferença entre o açúcar que é adicionado nos alimentos processados e o açúcar natural dos alimentos, como o presente nas frutas.

Os alimentos naturais são ricos em vitaminas e nutrientes, proporcionando o controle do colesterol e os níveis de gordura, auxiliando no emagrecimento, dentre outros benefícios para a nossa saúde, devendo, assim, ser a base da alimentação diária.

Mas também é possível encontrar produtos naturais que atuam na promoção da cognição e da atenção, entre eles o SuperCoffee 2.0, um blend energético diário que proporciona energia limpa e disposição duradoura.

Além de promover a boa prática dos hábitos saudáveis, o bem-estar e a alta performance física, o SuperCoffee impacta diretamente melhor desempenho das funções cerebrais e no metabolismo celular.

Claro que as fontes de carboidrato não precisam ser completamente riscadas da dieta, pois elas têm seu papel no organismo. No entanto, é melhor consumi-las pelo prazer e não como uma forma de recarregar as energias de uma hora para outra.


Data?1569950176
AUTOR:
Caffeine Academy
Catalisar todo o potencial humano é o nosso propósito.