Artigo vazado 3cfe278ff33dee042b24656458c3ab911d49bfe80e37cca1757d5a15f05f7b4a
27/08/2020
5 passos para mudar sentimento de ansiedade
Data?1569950176
by: Caffeine Academy
5 passos para mudar sentimento de ansiedade
5 passos para mudar sentimento de ansiedade
O que você vai ler aqui:
  • O que é a ansiedade?
  • Sentimento de ansiedade x ansiedade patológica
  • O que é o estoicismo
  • Como mudar o sentimento de ansiedade

5 passos para mudar sentimento de ansiedade 

Insônia, preocupação excessiva, nervosismo e taquicardia. Certamente, em algum momento da sua vida - antes de uma prova, numa entrevista de emprego ou até mesmo na fila do banco -, você já teve uma dessas reações. Desconfortável, não é?

O que acabamos de descrever são sintomas da ansiedade, alguns deles naturais e outros indicativos de patologia. Isso porque, a ansiedade pode manifestar-se em diferentes formas,  intensidades e momentos.

Para deixar mais claro, precisamos entender o que é a ansiedade. Veja esse conceito encontrado na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde:

“A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações.
Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, podendo tornar-se patológica, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).”

Sentimento de ansiedade ou ansiedade patológica?

O nosso objetivo com este texto é indicar caminhos para tratar o sentimento de ansiedade, que é um desconforto passageiro. Mas também é necessário distinguir esse sentimento do Transtorno de Ansiedade Generalizada, que é uma patologia e precisa de tratamento médico.

O transtorno de ansiedade faz com que o indivíduo não consiga controlar a ansiedade do cotidiano. Assim, em situações comuns ou desafiadoras, o “sistema de alerta” é ativado, causando taquicardia, falta de ar, pensamentos catastróficos e outras reações exageradas

Além de perdurar, essa condição ansiosa atrapalha que o indivíduo realize atividades do dia a dia, podendo evoluir para Síndrome do Pânico e outros transtornos.

O sentimento de ansiedade também surge em situações desafiadoras. Entretanto, os seus sintomas são mais brandos, incluindo taquicardia, sudorese e nervosismo, mas logo se dissipam quando a “situação perturbadora” chega ao fim.

A diferença entre o transtorno e o sentimento de ansiedade é, justamente, a intensidade e a recorrência. Reconhecer o que você sente é o primeiro passo para lidar com a ansiedade.

Veja outros passos para seguir:

#1 - Adote os princípios da filosofia estoica

O estoicismo é uma linha filosófica que foi criada por Zenão de Cítio, na Grécia antiga, por volta de 300 a.c. Atualmente, o estoicismo é encarado como um modo de vida que envolve formação e prática contínuas, com foco no autocontrole e na resiliência, a fim de vencer as emoções negativas.

O estoicismo não significa criar um caminho de resistência às emoções, mas sim reorganizar a escala emocional. Para isso, utiliza-se alguns princípios semelhantes à Terapia Cognitiva Comportamental.

Por exemplo, indivíduos com ansiedade social podem perder o medo de falar em público/ socializar (o impedimento) apropriando-se desse medo. Claro que ter essa plena conscientização leva tempo, mas esse processo é guiado por três atitudes:

  • Não perca tempo;
  • Crie um foco de controle interno;
  • Entenda que a sua felicidade não depende dos outros.

Post relacionado: Estoicismo: viver aqui e agora

#2 - Descubra suas emoções


Será que existe algum sentimento latente, como como culpa ou raiva, influenciando na sua ansiedade? O sentimento de ansiedade gera um impacto direto na mente, quase sempre, ele é acompanhado de pensamentos repetitivos negativos

Compreender as próprias emoções pode ser um tanto confuso, mas descobrir o que você está sentindo (medo, frustração, nervosismo, etc.) é um muito importante para saber como lidar. 

#3 - Faça uma ação oposta

Essa é uma solução bem óbvia, mas ignorada, talvez pela predominância do medo. Ao agir e pensar de maneira diferente (os dois juntos), em oposição àqueles sentimentos latentes, você é capaz de reduzir a ansiedade que se tornou destrutiva em sua vida.

Contudo, você só deve mudar a forma como você age se o seu medo não for justificado. Se você está em perigo físico ou sob ameaça de vida, por exemplo, a ansiedade está servindo a um propósito importante, que é preservar a sua vida.

#4 - Tenha um hobbie 

Se por um lado o sentimento de ansiedade é desconfortável, a sensação de prazer provoca um efeito contrário. E nada melhor que ocupar a mente com um hobbie que lhe traga prazer. Já pensou em escrever um diário? Pintar? Costurar? Fotografar? Ou até mesmo cozinhar?

Se você não sabe o que lhe proporciona prazer, esse é o momento de se aventurar e experimentar diversos hobbies até encontrar o seu favorito.

#5 - Pratique mindfulness

Através do mindfulness (atenção plena), você aprende a identificar os padrões de pensamentos negativos e estressantes e, consequentemente, controlá-los. O segredo está no domínio da mente. 

Caso você não saiba, a atenção plena é a capacidade humana de estar totalmente presente, ciente de onde está e do que se faz. Essa é uma capacidade inata, mas pode ser estimulada usando algumas técnicas, entre ela a respiração.

A respiração tem um poder enorme! E gostaríamos de te convidar a respirar de uma forma diferente, com foco na atenção plena. Separamos no texto "Como enfrentar a ansiedade e diminuir o estresse", um exercício de respiração que você pode fazer em qualquer lugar. 

Vamos juntos?

Data?1569950176
AUTOR:
Caffeine Academy
Catalisar todo o potencial humano é o nosso propósito.