Artigo vazado 3cfe278ff33dee042b24656458c3ab911d49bfe80e37cca1757d5a15f05f7b4a
30/07/2020
5 passos para melhorar sua tomada de decisão
Data?1569950176
by: Caffeine Academy
5 passos para melhorar sua tomada de decisão
5 passos para melhorar sua tomada de decisão
O que você vai ler aqui:
  • A vida é feita de escolhas
  • O que é a fadiga da decisão
  • Como funciona o processo decisório
  • Como tomar decisões de forma inteligente.

5 passos para melhorar sua tomada de decisão

Um adulto toma cerca de 35.000 decisões por dia! Sim, é muita coisa. Algumas são mais simples, como a escolha de uma peça de roupa, e outras são mais delicadas e exigem racionalização, por exemplo, a mudança de emprego ou um casamento.

Entretanto, o excesso de decisões pode levar à “fadiga de decisão”. Segundo o Dr. Roy F. Baumeister, psicólogo social e pesquisador da Universidade Estadual da Flórida, a fadiga de decisão é um síndrome que acontece após um longo período decisões, resultando em esgotamento da força de vontade.

Fazendo uma simples analogia, tomar decisões é como malhar. Seu músculo de tomada de decisões após ser bastante exercitado pode se cansar, e quando você está cansado, quase sempre toma decisões de equivocadas

Isso pode gerar impactos enormes para sua vida, principalmente porque sua mente não distingue a vida profissional da pessoal. Então, o excesso de decisões rasas no trabalho pode fazer com que você descuide de questões familiares significativas, e vice-versa também.

Percebe a importância de tomar boas decisões? Por isso, o nosso propósito com este texto é te mostrar como poupar energia com escolhas não tão importantes, levando a decisões mais inteligentes.

#1- Entenda o processo decisório

Por mais simples que algumas decisões pareçam, elas não se resumem a escolha de alternativas - A, B ou C? Esse processo é um tanto inconsciente, baseado em vivências e na sua capacidade de identificar os principais elementos envolvidos naquela situação.

De acordo com Marcus Baldo, neurocientista e professor de fisiologia na Universidade de São Paulo (USP), as opções sempre disparam o lado racional e o emocional, e mais ainda o segundo lado. O segredo das boas decisões está no equilíbrio. 

#2- Limite suas opções


Por muito tempo acreditou-se que, quanto mais opções, melhor seria a decisão. Entretanto, decidir entre várias marcas no supermercado, o que comer no almoço, qual série assistir na Netflix, etc. Essas várias e simples opções ilimitadas estão causando impactos.

Aí está o valor em se criar rotinas. De manhã, por exemplo, não hesite e aperte o “desligar do alarme, não perca tempo olhando notificações no celular, tome seu SuperCoffee - ele tem os nutrientes necessários para iniciar o dia com energia e foco -, treine ou se alongue, e pelo resto do dia siga seu roteiro pré-definido.

Isso pode até parecer mecânico, mas garantimos que vai poupar tempo e energia, além de prevenir a fadiga de decisão.

#3- Não postergue decisões

Não é só o momento de tomar uma decisão que consome energia, o processo também. Imagine-se no trabalho produzindo um relatório importante, as informações que você coloca ou não influenciam na qualidade da apresentação, ao mesmo tempo, uma conversa na mesa ao lado te distrai, ela parece interessante, você até se lembra de um situação...

Sempre que você se distrai, são necessários cerca de 25 minutos para recuperar a atenção na atividade em questão. Esse desperdício de tempo e energia irão sabotar a produção do seu relatório.

Então, se você deseja melhorar sua tomada decisões, sempre que possível, defina limites de tempo para as escolhas. Assim, você se verá obrigado a usar esse tempo para ponderar as opções disponíveis. 

#4 - Tome decisões importantes quando estiver tranquilo

Aqui nos esbarramos com a dualidade da razão e emoção. É sabido que o estado de estresse afeta várias funções cognitivas, como a atenção, a memória e a tomada de decisões, que podem ser feitas de maneira impulsiva e ineficiente.

O estresse ainda ativa no cérebro o sistema defensivo, que está relacionado aos comportamentos de autopreservação e atitudes individualistas. E novamente você fica suscetível a tomar más decisões. 


Existem diversas formas de reduzir o estresse. Vamos listar abaixo algumas dicas práticas, que podem ser feitas no ambiente de trabalho ou na faculdade:

  • Faça exercícios de respiração;
  • Experimente a meditação guiada;
  • Faça pausas;
  • Ouça sons binaurais;
  • Respeite seus limites.

Post relacionado: Como enfrentar a ansiedade e diminuir o estresse

#5 - Não tenha medo de tomar decisões

A tomada de decisões pode causar insegurança, receio e principalmente medo em lidar com as consequências. Entretanto, essa crença limitante de que não se pode errar nunca é o que de fato pode atrapalhar muitas decisões.

Mas isso também não te exime de refletir sobre as decisões tomadas. Acreditamos que o autoquestionamento é uma das melhores estratégias para identificar seus objetivos de vida.

Data?1569950176
AUTOR:
Caffeine Academy
Catalisar todo o potencial humano é o nosso propósito.