Artigo vazado 3cfe278ff33dee042b24656458c3ab911d49bfe80e37cca1757d5a15f05f7b4a
19/03/2020
3 Dicas práticas para fortalecer sua Imunidade
Data?1569950176
by: Caffeine Academy
3 Dicas práticas para fortalecer sua Imunidade
3 Dicas práticas para fortalecer sua Imunidade
O que você vai ler aqui:
  • Para fortalecer a imunidade é necessário algumas mudanças no estilo de vida.
  • Vários fatores podem fazer com que a imunidade baixe, tornando o organismo mais suscetível a infecções e indiferente a alguns tratamentos. Por outro lado, algumas atitudes podem estimular o aumento da imunidade.
  • O ciclo da baixa imunidade é retroalimentada até o momento que é interrompido. Para tal, algumas atitudes precisam ser adotadas para estimular a imunidade. Se liga nas dicas abaixo:

Naturalmente, o corpo tem a capacidade de se proteger contra ameaças externas. Mas quando a imunidade está baixa, ele não consegue se defender adequadamente contra patógenos, aumentando a chance de contrair doenças. 

Para fortalecer a imunidade é necessário algumas mudanças no estilo de vida. Ao longo do texto, vamos te mostrar como funciona o sistema de defesa, a relação entre estresse x ansiedade x imunidade e também simples atitudes que você já pode adotar hoje! 


Sistema imunológico: como ele funciona?

O sistema imunológico é formado por uma complexa rede de tecidos, células e proteínas que atuam na defesa do organismo, combatendo agentes invasores (bactérias, vírus e fungos) nocivos e, consequentemente, prevenindo doenças. A resposta imunológica normal segue um plano de ação: 

  1. Reconhecimento de um antígeno potencialmente perigoso; 

  2. Ativação e mobilização dos mecanismos de defesa; 

  3. Ataque à substância estranha;

  4. Controle e eliminação do antígeno.


Mas claro que esse processo não é tão simples assim, fizemos apenas um resumo de como o sistema imunológico age. Entenda abaixo como o nosso organismo reage aos patógenos respiratórios. 


A resposta imune

Quando entramos em contato, por exemplo, com os vírus da gripe (Influenza) e do resfriado comum (rinovírus, coronavírus, VRS, etc.),  eles ivandem as células das fossas nasais e da cavidade bucal, fazendo com que essas unidades respiratórias tenham suas funções reduzidas. 

À medida que os vírus multiplicam-se, o processo infeccioso se estende para a corrente sanguínea com objetivo de atingir outros órgãos. A essa altura, o sistema imunológico já percebeu a presença de uma corpo estranho. 

Então, o sistema ativa os glóbulos brancos, especificamente os linfócitos (células B e células T) para conter os vírus. Outras substâncias também são convocadas, como citocinas, anticorpos e proteínas do complemento. 

Quando a infecção é controlada, os invasores são eliminados. A maioria dos glóbulos brancos se autodestroem e são ingeridos em um processo natural, enquanto os demais passam a ser denominados de células de memória, formando a imunidade adquirida. 

Vários fatores podem fazer com que a imunidade baixe, tornando o organismo mais suscetível a infecções e indiferente a alguns tratamentos. Por outro lado, algumas atitudes podem estimular o aumento da imunidade. Continue a leitura do texto e descubra! 




O ciclo da baixa imunidade

É clara a relação entre a baixa imunidade e as doenças. Mas o que pouca gente sabe é que o estresse e a ansiedade também interferem no funcionamento do sistema imunológico. Vamos te explicar.

A ansiedade é caracterizada como um estado de alerta diante de situações ameaçadoras ou desafiadoras, nos deixando preparados para uma ação. O estresse, inicialmente, também funciona como um mecanismo defesa do organismo. 

Entretanto, quando a ansiedade e o estresse são frequentes, o corpo é imediatamente impactado. Os sinais de anormalidade incluem cansaço físico e mental, dores de cabeça e musculares, transtornos no sono e alterações hormonais.

O cortisol, por exemplo, é um hormônio associado ao estresse. A sua hipersecreção por estresse inibe as células do sistema imune, fazendo com que o organismo reduza a sua defesa, ou seja, diminua a imunidade. 

Como quebrar o ciclo e desenvolver a imunidade

Esse ciclo é retroalimentado até o momento que é interrompido. Para tal, algumas atitudes precisam ser adotadas para estimular a imunidade. Se liga nas dicas abaixo: 


Tenha uma alimentação saudável 

Alguns alimentos possuem nutrientes com a capacidade de eliminar toxinas e fortalecer as estruturas musculares, articulares e ósseas. 

Sempre que possível, evite alimentos processados pois eles possuem baixos valores nutricionais. Dê preferência ao consumo de frutas, verduras, raízes, oleagiosas, carnes e ovos. Veja abaixo alguns alimentos ricos em nutrientes específicos:

  • Morango: rico em vitamina C;

  • Tomate: rico em vitamina A;

  • Atum: rico em ômega 3

  • Iogurte natural: fonte probióticos;

  • Gengibre: excelente oxidante e bactericida.

Durma bem 

É no momento do sono que o corpo regula as suas funções biológicas e trabalha para manter o sistema imunológico funcionando bem. Privações no sono potencializam a superprodução do cortisol, aquele hormônio relacionado ao estresse. 

Pratique atividades físicas 

Prática regular de atividades físicas traz vários benefícios para o corpo e a mente. Entre eles, a redução do estresse, a melhoria da capacidade cardiorespiratória e o estímulo à produção de glóbulos brancos (linfócitos T). 

As atividades devem ser escolhidas de acordo com o gosto pessoal, mas sempre com orientação profissional. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 min semanais de atividade física leve ou moderada ou, no mínimo, 75 min de atividade de alta intensidade. 


E aí, vamos juntos iniciar essa mudança? 


Data?1569950176
AUTOR:
Caffeine Academy
Catalizar todo o potencial humano é o nosso propósito.